Publicações Recentes
Sexismo no cinema? As mulheres ainda têm menos falas do que os homens
cinema

Sexismo no cinema? As mulheres ainda têm menos falas do que os homens

Eu sempre falo da importância da representatividade nas diferentes formas de arte, e de como a indústria ainda perpetua a desigualdade e os estereótipos negativos, ainda que metade de seu público (às vezes mais da metade) seja formado por mulheres. A atriz Geena Davis criou um instituto todo há dez anos só pra isso e que … Continuar lendo

Se eles não conhecem, a gente indica: 10 escritoras para inspirar leitoras e autoras
literatura

Se eles não conhecem, a gente indica: 10 escritoras para inspirar leitoras e autoras

Frank Sinatra não está mais resfriado e Gay Talese está precisando urgente se atualizar (ok, a gente não podia mesmo esperar ideias muito “modernas” de um cara que usa terno sob medida e chapéu até pra ir na esquina). Ídolo de 11 entre dez jornalistas, Talese é um dos autores de não-ficção mais celebrados do … Continuar lendo

O novo vilão de “As Meninas Superpoderosas” é feminista. Ou melhor, antifeminista
televisão

O novo vilão de “As Meninas Superpoderosas” é feminista. Ou melhor, antifeminista

Que “As Meninas Superpoderosas” já eram um dos desenhos mais feministas da TV muito antes de suas fãs aprenderem a soletrar M-I-S-O-G-I-N-I-A, todo mundo já sabe. Sem estereótipos e o tempo todo rompendo padrões de comportamento esperados para garotas (e para garotos também: quem não lembra de todos os personagens que já fizeram crossdressing numa boa, … Continuar lendo

Pequeno glossário do feminismo
comportamento/literatura

Pequeno glossário do feminismo

No ano passado, vivemos uma espécie de “primavera feminista”, em que temas e pautas da luta das mulheres ganharam visibilidade e muita gente nova acabou se juntando às discussões que já corriam soltas pelas redes sociais, universidades e coletivos. Como uma das características do movimento feminista hoje é a pulverização de grupos com visões e pautas … Continuar lendo

Ter uma heroína mulher em “Star Wars: O Despertar da Força” faz toda a diferença
cinema

Ter uma heroína mulher em “Star Wars: O Despertar da Força” faz toda a diferença

[Crítica originalmente publicada no UOL] Talvez você já tenha lido por aí, em algum tuíte ou post, que “Star Wars: O Despertar da Força” passa no teste de Bechdel (ou talvez você nunca tenha ouvido falar do teste, que examina filmes segundo alguns critérios: a produção tem que apresentar pelo menos duas personagens femininas com … Continuar lendo